terça-feira, 27 de junho de 2017

Manoel Júnior nega citação na lista de Rodrigo Janot entregue ao STF

Manoel Júnior se diz tranquilo com esse fato e destacou que nunca foi alvo de investigações ou algum tipo de denúncia ou delação



O ex-deputado Manoel Júnior  (PMDB),  vice-prefeito de João Pessoa,  negou nesta terça-feira (27) que tenha sido citado no relatório do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como  suposto integrante de uma a organização criminosa  liderada pelo  presidente  Michel Temer.  “Meu nome não consta em nenhuma das 64 páginas do documento”, garantiu.

Para Manoel Júnior,  esclareceu  que seu nome foi citado apenas em um anexo do processo que é referente a um requerimento feito há dois anos quando exercia o mandato de deputado. “Isso acabou provocando uma grande confusão”, destacou ao negar, mais uma vez,  que componha a lista de Janoto entregue ao Supremo Tribunal Federal  (STF).

De acordo com o vice-prefeito, o que houve  de verdade é a existência de um documento anexo à denúncia que se reporta a um pedido de investigação  e meu nome está lá. “Meu nome só está lá porque fiz dois requerimentos de audiência pública convocando o Ministério Público, a Polícia federal e o BMG, adquirente do grupo Schahin, que deu um golpe no sistema financeiro”, afirma Manoel Júnior.
Manoel Júnior se diz tranquilo com esse fato e destacou que nunca foi alvo de investigações ou algum tipo de denúncia ou delação. E lembra que foi prefeito três vezes, deputado federal, deputado estadual e vice-prefeito e sempre teve suas contas  aprovadas em todas as instâncias. “Nunca fui denunciado e nunca estive envolvido em nenhum tipo de delação".

Da Redação com Click PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário